Consulte as perguntas mais frequentes recebidas pelo GEJA

Navegue nas categorias e, se ainda tiver dúvidas, use o formulário ao final da página para enviar sua pergunta.

Quero que meu filho(a) seja EscoteiroQuero ser VoluntárioFamília e Escotismo
Como fazer a inscrição de um jovem no Movimento Escoteiro?

Participar do movimento é um grande aprendizado para os jovens. É no Grupo Escoteiro que eles terão a oportunidade de fazer novos amigos e conhecer coisas novas e interessantes. Além de todas as possibilidades que se abrem, eles experimentam a sensação de comandar a própria atividade e lidar com as consequências e impactos de suas decisões.

Para participar do Movimento Escoteiro, os pais ou responsáveis devem:

  1. Levar o(a) jovem, alfabetizado e na faixa etária entre 6,5 e 20 anos, para fazer três atividades experimentais: os jovens podem participar de até três atividades de sede, sem custo algum, para experimentar a prática do Escotismo — a única exigência é preencher, imprimir, assinar e entregar o Termo de Autorização e Co-Responsabilidade na primeira atividade experimental. Mas atenção: a participação nas atividades experimentais depende da existência de vagas!
  2. Na primeira atividade de experiência do(a) jovem, os pais deverão permanecer no Grupo Escoteiro para conversar com a Diretoria sobre o Movimento Escoteiro. Essa conversa acontece às 15h30min, logo após a cerimônia de hasteamento da bandeira, tem a duração de aproximadamente 90 minutos e tem o objetivo de esclarecer aos pais o que é o Escotismo e o que se espera da família em termos de participação nas atividades. Atenção: na primeira atividade, a presença de pelo menos um dos pais ou responsáveis é obrigatória. Não vale tio, tia, irmão mais velho, amigo ou Chefe Escoteiro. Se pelo menos um dos pais ou responsáveis não estiver presente para a conversa com a Diretoria, o(a) jovem não poderá participar da atividade.
  3. Fazer o registro: após a terceira atividade experimental, se o(a) jovem quiser continuar no Movimento Escoteiro, os pais ou responsáveis devem fazer o registro. O registro consiste na inscrição do(a) jovem no GEJA e, simultaneamente, na União dos Escoteiros do Brasil, única organização autorizada pela Organização Mundial do Movimento Escoteiro a praticar o Escotismo no Brasil. O registro dá direito a:
    1. Participar de todas as atividades escoteiras locais (do GEJA), regionais, nacionais e internacionais;
    2. Receber a credencial escoteira, identificando o(a) jovem como membro da Organização Mundial do Movimento Escoteiro e abrindo as portas de qualquer grupo escoteiro no mundo;
    3. Gozar dos benefícios do seguro escoteiro, com cobertura em casos de acidentes durante atividades escoteiras;
    4. Aproveitar os convênios firmados pelos Escoteiros do DF e pelos Escoteiros do Brasil.

Para efetivar o registro, os pais ou responsáveis devem comparecer à Secretaria do GEJA, preencher a ficha de inscrição e efetuar o pagamento da taxa única de inscrição do GEJA, da taxa anual da União dos Escoteiros do Brasil e da semestralidade do GEJA, proporcional à quantidade de meses restantes no semestre em curso. Confira os valores das taxas de contribuição nas Diretrizes Financeiras.

Que material deve ser adquirido por um jovem que acabou de ingressar no GEJA?

Para as atividades escoteiras, convém providenciar algum material, que varia conforme o Ramo. Vamos lá:

Item / Ramo

Ramo Lobinho

Ramo Escoteiro

Ramo Sênior

Ramo Pioneiro

Vestuário

Vestuário oficial (caracterizado por, no mínimo, uma peça de uso superior e uma peça de uso inferior – ficando à escolha do membro juvenil qual peça utilizar dentre as disponibilizadas) – ver no site www.escoteiros.org.br/publicacoes-voluntarios/#vestuario-escoteiro

Lenço do GEJA

Arganel

Camiseta GEJA (opcional)

Literatura

Alcateia em Ação

Guia Rápido – Tropa Escoteira em Ação

Ramo Sênior em Ação

Clã Pioneiro em Ação

Mapa de progressão do Ramo Lobinho

Mapa de progressão do Ramo Escoteiro

Mapa de progressão do Ramo Sênior

1º Guia do Caminho da Jângal

Guia da Aventura Escoteira Pistas e Trilha

Outros

Embornal (opcional)

Saco de cozinha (opcional)

Esse material pode ser adquirido nos seguintes locais:

  • Loja do GEJA: Camiseta do GEJA, Lenço do GEJA, Arganel, Literatura, Embornal, Saco de cozinha (aberta aos sábados, das 15h30min às 18h)
  • Loja Escoteira Nacional – Filial DF: (SCES, Trecho 3, Lote 3 – em frente a AABB – Telefone: 3039-3413): Vestuário Escoteiro, Literatura (abertas às segundas, terças, quintas e sextas, das 10h à 13h e 14h às 19h; às quartas, das 12h às 16h e das 17h às 21h; e aos sábados, das 09h às 13h)
  • Internet (necessário possuir o número do registro): www.lojaescoteira.com.br
Como pais, quais as minhas obrigações financeiras?

Como responsáveis por um ou mais membros beneficiários, os pais devem arcar com as taxas de contribuição previstas nas Diretrizes Financeiras.

A taxa de inscrição do GEJA é cobrada uma única vez quando da inscrição do jovem no grupo.

A semestralidade GEJA é a taxa de custeio do grupo, com periodicidade semestral, e deve ser paga até o terceiro sábado dos meses de Março e Agosto de cada ano; para o membro novato é cobrada proporcionalmente ao mês de inscrição.

A taxa de registro da UEB – União dos Escoteiros do Brasil tem periodicidade anual, sendo paga no próprio GEJA e repassada à UEB. O valor é fixado anualmente e varia conforme o mês da inscrição.

O pagamento pode ser feito presencialmente, na Secretaria do GEJA, aos sábados das 15h30min às 18h, em dinheiro, cartão de débito ou crédito ou cheque. Em casos especiais e mediante justificativa, a Diretoria Financeira pode autorizar o depósito bancário na conta do GEJA, com envio do comprovante por e-mail. Entre em contato com a Diretoria Financeira para obter os dados da conta bancária.

Consequências da inadimplência:

  • O membro beneficiário (jovem) fica proibido de participar em atividades externas;
  • Desligamento – será interpretado como afastamento voluntário, acarretando o desligamento do membro juvenil do quadro social, o atraso superior a 2 meses na quitação das obrigações financeiras para com o Grupo.
Um jovem registrado pode ser desligado do GEJA?

Para o bom desenvolvimento das Seções é imprescindível a assiduidade do jovem. O nosso regulamento prevê que o desligamento voluntário dos membros juvenis do GEJA deve ser efetuado mediante solicitação, por escrito, dos pais ou responsáveis à Diretoria. Quando solicitado até o terceiro sábado dos meses de Março ou Agosto, estará isento do pagamento do semestre, devendo quitar somente os compromissos em atraso, quando houver.

Estará se afastando voluntariamente do Grupo, sendo, em consequência, desligado do seu quadro social, o jovem que deixar de comparecer, sem motivo justificado, a 3 (três) reuniões consecutivas ou 5 (cinco) não consecutivas no mesmo semestre. No caso de justificativa, esta deverá ser apresentada ao respectivo Chefe de Seção, antes de completar o número de faltas que caracteriza o afastamento.

Quais as obrigações dos pais dos jovens inscritos?

O Regulamento do GEJA prevê direitos e deveres dos pais ou responsáveis junto ao Grupo:

Direitos

  • ter seu(s) dependente(s) participando das atividades escoteiras, nas quais só permanecerá(ão) por vontade própria;
  • solicitar cumprimento, pelos Escotistas, do planejamento de atividade externa, verificando e discutindo cada etapa com o Chefe de Seção;
  • ter preferência para a participação de seu(s) outro(s) dependente(s) como membro(s) juvenil(is), em caso de vagas;
  • participar, com direito a voz, a votar e ser eleito, nas Assembleias de Grupo;
  • comparecer à sede do GEJA e à Região Escoteira, sempre que julgar de seu interesse;
  • receber as comunicações expedidas pelo GEJA e outros órgãos escoteiros;
  • participar das reuniões dos Conselhos de Pais da Seção de seu(s) dependente(s), do Conselho de Pais do GEJA e de outras atividades abertas aos pais;
  • manifestar à Diretoria de Grupo e/ou ao Escotista responsável pela Seção do seu(s) dependente(s) seu interesse em participar como Escotista e/ou Dirigente do GEJA, comprometendo-se a participar dos cursos formativos necessários; e
  • fazer sugestões para o aprimoramento das atividades e do funcionamento do GEJA e participar do desenvolvimento de projetos para viabilizá-las.

Deveres

  • participar, ativamente, das reuniões e/ou das Assembleias de Grupo, compreendendo sua responsabilidade no processo de decisões e eleição da Diretoria de Grupo;
  • comparecer às reuniões do Conselho de Pais da Seção do(s) jovem(ns) de que é responsável, de forma a acompanhar a proposta pedagógica de trabalho, o planejamento e a avaliação das atividades;
  • colaborar, com os meios ao seu alcance, para o bom desenvolvimento dos projetos e das rotinas da Seção do respectivo membro beneficiário, visando a evolução do Grupo Escoteiro e do jovem, em particular;
  • assinar o Termo de Autorização para que o jovem possa participar de atividades externas ou especiais;
  • estimular o dependente  no desenvolvimento de sua progressão escoteira e na regular frequência às atividades do Grupo, cuidando para o cumprimento dos horários e zelando para que comunique e justifique quando não puder comparecer;
  • colaborar com a Diretoria de Grupo, quando solicitado, nas tarefas administrativas, com o Conselho de Pais do GEJA e na parte técnica de qualquer Seção, como instrutor e/ou examinador de Especialidades afetas à sua área de interesse ou profissional;
  • procurar conhecer e compreender a proposta do Escotismo, Fundamentos e Projeto Educativo, buscando uma ação convergente e complementar à educação familiar, da escola e da religião
  • manter em dia seus compromissos para com o Grupo, especialmente os de natureza financeira; e
  • manter atualizado o seu cadastro junto ao GEJA.
Qual o horário das atividades no GEJA?

As atividades de sede acontecem aos sábados, das 14h30min às 18h. A pontualidade é importante para que os jovens aproveitem os jogos ao máximo e possam se desenvolver no processo educativo!

Além das atividades de sede, há também atividades externas (ou especiais), que acontecem em horários variados. Alguns exemplos são acampamentos, excursões, visitas a outros grupos, atividades regionais, nacionais ou internacionais… Enfim, sempre que houver alguma atividade externa, a Chefia da Seção ou a Diretoria entrará em contato com antecedência para passar as orientações. Muitas das atividades externas estão previstas no Calendário do GEJA.

Como posso ser voluntário no GEJA?

Maravilha! Você quer ajudar a construir um mundo melhor por meio da contribuição na formação dos jovens pelo Movimento Escoteiro!

A partir dos 21 anos, qualquer pessoa pode atuar como voluntário em um grupo escoteiro, sem limite máximo de idade. Para isso, basta ter disponibilidade para contribuir, poder dedicar-se ao Escotismo, adorar o contato com a natureza, com crianças, adolescentes e jovens e compartilhar de nossos Princípios e Valores. Não é necessário ter conhecimento prévio do Escotismo e nem ter participado do Movimento quando jovem.

O voluntário, seja escotista (que atua diretamente com os jovens) ou dirigente (que trabalha na administração do grupo escoteiro), é o elo entre a teoria e a prática. É ele quem incentiva e acompanha o desenvolvimento de cada jovem, quem prepara as atividades de forma que os escoteiros se sintam motivados e desafiados. O adulto é a ferramenta pela qual o Escotismo acontece, e que possibilita que o jovem seja o protagonista e o foco de nosso Movimento.

Se você não sabe como isso acontece, não se preocupe. O adulto voluntário no Movimento Escoteiro conta com um processo de formação e apoio durante toda a sua vida escoteira. Além de cursos de formação, todos os adultos registrados obrigatoriamente possuem um Assessor Pessoal de Formação (APF), indicado pela Diretoria, para acompanhá-lo enquanto estiver vinculado ao Movimento. O APF é um escotista ou dirigente com vivência do Escotismo que irá acompanhar, ajudar, orientar, aconselhar e “puxar as orelhas” sempre que necessário. Finalmente, há uma variedade de literatura escoteira para ajudar os adultos em diversos aspectos de sua formação, capacitando-o para atuar de forma plena na educação dos jovens, conforme os Princípios e o Método Escoteiro.

O processo de formação, em que o adulto se dedica a conhecer mais profundamente cada Ramo, acontece no decorrer de sua vida escoteira, sendo indispensável a realização de cursos e leituras.

O adulto voluntário deve obrigatoriamente efetuar o Registro Escoteiro. Para isso, é necessário realizar o Curso de Proteção Infantojuvenil e trazer a documentação necessária:

Se a sua disponibilidade de tempo é limitada ou você tem dúvida se conseguirá contribuir de forma efetiva, talvez fique mais tranquilo ao saber que há inúmeras maneiras de ajudar. Você pode ser um instrutor, colaborar como fotógrafo, auxiliar na organização de documentos, manter nosso Portal atualizado, escolher locais para atividades junto aos escotistas e muito mais.

Ajude a construir um mundo melhor! Seja um adulto voluntário e preencha o formulário a seguir!

Adultos podem ser escoteiros?

Sim, os adultos acima de 21 anos participam do Movimento Escoteiro como voluntários, atuando como Escotistas (diretamente com os jovens, no planejamento e execução das atividades) ou como Dirigentes (ligados às atividades-meio, ou seja, à gestão do grupo escoteiro em diferentes aspectos).

Adultos entre 18 e 21 anos podem participar como membros juvenis no Ramo Pioneiro.

Se você tem interesse em participar do Movimento Escoteiro, leia o artigo Quero ser voluntário(a) no GEJA!

Para atuar como adulto no Escotismo é preciso ter sido escoteiro quando jovem?

Não é necessário ter participado do Movimento Escoteiro quando jovem para atuar como adulto voluntário.

Todos os adultos que atuam no Escotismo passam por processo contínuo de formação, independentemente de terem ou não sido membros juvenis. O processo de formação envolve cursos, oficinas, leituras e mentoria. Para saber mais sobre esse assunto, visite o artigo sobre formação de adultos no site dos Escoteiros do Brasil.

O que posso fazer para me inteirar mais sobre o Escotismo?

Participe dos cursos de formação em EAD!

Os Escoteiros do Brasil oferecem alguns cursos no formato de ensino a distância (EAD). Na plataforma, estão disponíveis conteúdos relativos aos cursos que podem ser lidos e estudados livremente por qualquer pessoa. Atualmente, oferecemos em EAD os cursos relacionados abaixo, mas outras unidades estão em desenvolvimento:

Participe dos cursos, oficinas e módulos presenciais de formação!

Pela Região Escoteira do DF, o Curso Preliminar é oferecido pelo menos duas vezes por ano, com duração de um dia inteiro (das 8h às 18h), e oferece uma visão panorâmica e divertida sobre o Escotismo. Também estão disponíveis os Cursos Básico e Avançado, mas é necessário o registro e promessa do adulto, bem como seu ingresso como voluntário Escotista ou Dirigente. Além dos cursos, são oferecidos periodicamente Oficinas com temas diversos e Módulos de formação em temas específicos.

O GEJA também oferece momentos de formação e discussão para os pais por meio das Reuniões de Esclarecimento aos Pais (REP), com periodicidade semestral, nas quais são abordados temas trazidos pelos próprios pais ou pela Diretoria.

Qual o papel dos pais no Movimento Escoteiro e no GEJA?

Os pais ou responsáveis são sempre bem-vindos! Mais do que poder acompanhar a realização das atividades, os pais devem estar envolvidos no cotidiano escoteiro de seu filho. É importante estar por dentro de suas conquistas, de seus desafios, de como anda seu desenvolvimento. Esse tipo de participação é fundamental para que o Escotismo traga benefícios reais para os jovens.

São bastante comuns os relatos de pais ou professores que percebem mudanças significativas no comportamento das crianças, adolescentes e jovens. Por meio das atividades que exigem concentração e esforço, de ações comunitárias e de um conjunto de valores que envolvem a lealdade, cortesia e educação, desenvolvemos a autonomia, a integração social, além do conceito de cidadania. Crianças e jovens inseguros ou tímidos acabam conquistando mais autoconfiança por meio desses estímulos emocionais e físicos. Esse impacto é reforçado com o apoio sistemático dos pais, com seu envolvimento na progressão pessoal dos jovens e pelo esforço em repercutir os valores do Escotismo no dia-a-dia familiar.

Prezamos o respeito, incentivando uma cultura de paz para que, assim, possamos entregar pessoas melhores à comunidade.

Muitos pais atuam como pais de apoio, auxiliando em algumas ocasiões específicas. As funções são simples e bastante diversas: dar uma mãozinha na cozinha, ajudar no transporte e logística para atividades externas, auxiliar em campanhas financeiras do grupo, fotografar atividades, entre outras.

O Regulamento do GEJA prevê direitos e deveres dos pais ou responsáveis junto ao Grupo:

Direitos

  • ter seu(s) dependente(s) participando das atividades escoteiras, nas quais só permanecerá(ão) por vontade própria;
  • solicitar cumprimento, pelos Escotistas, do planejamento de atividade externa, verificando e discutindo cada etapa com o Chefe de Seção;
  • ter preferência para a participação de seu(s) outro(s) dependente(s) como membro(s) juvenil(is), em caso de vagas;
  • participar, com direito a voz, a votar e ser eleito, nas Assembleias de Grupo;
  • comparecer à sede do GEJA e à Região Escoteira, sempre que julgar de seu interesse;
  • receber as comunicações expedidas pelo GEJA e outros órgãos escoteiros;
  • participar das reuniões dos Conselhos de Pais da Seção de seu(s) dependente(s), do Conselho de Pais do GEJA e de outras atividades abertas aos pais;
  • manifestar à Diretoria de Grupo e/ou ao Escotista responsável pela Seção do seu(s) dependente(s) seu interesse em participar como Escotista e/ou Dirigente do GEJA, comprometendo-se a participar dos cursos formativos necessários; e
  • fazer sugestões para o aprimoramento das atividades e do funcionamento do GEJA e participar do desenvolvimento de projetos para viabilizá-las.

Deveres

  • participar, ativamente, das reuniões e/ou das Assembleias de Grupo, compreendendo sua responsabilidade no processo de decisões e eleição da Diretoria de Grupo;
  • comparecer às reuniões do Conselho de Pais da Seção do(s) jovem(ns) de que é responsável, de forma a acompanhar a proposta pedagógica de trabalho, o planejamento e a avaliação das atividades;
  • colaborar, com os meios ao seu alcance, para o bom desenvolvimento dos projetos e das rotinas da Seção do respectivo membro beneficiário, visando a evolução do Grupo Escoteiro e do jovem, em particular;
  • assinar o Termo de Autorização para que o jovem possa participar de atividades externas ou especiais;
  • estimular o dependente  no desenvolvimento de sua progressão escoteira e na regular frequência às atividades do Grupo, cuidando para o cumprimento dos horários e zelando para que comunique e justifique quando não puder comparecer;
  • colaborar com a Diretoria de Grupo, quando solicitado, nas tarefas administrativas, com o Conselho de Pais do GEJA e na parte técnica de qualquer Seção, como instrutor e/ou examinador de Especialidades afetas à sua área de interesse ou profissional;
  • procurar conhecer e compreender a proposta do Escotismo, Fundamentos e Projeto Educativo, buscando uma ação convergente e complementar à educação familiar, da escola e da religião
  • manter em dia seus compromissos para com o Grupo, especialmente os de natureza financeira; e
  • manter atualizado o seu cadastro junto ao GEJA.

Sem idade máxima para entrar no Movimento Escoteiro, muitos pais acabam se encantando por esse universo e se tornam voluntários registrados.


Ainda em dúvida? Mande sua pergunta:

%d blogueiros gostam disto: