ACEITE DE PARTICIPAÇÃO EM ATIVIDADES PRESENCIAIS

Para garantir o máximo de segurança durante as atividades presenciais em tempos de pandemia, o GEJA elaborou um

É recomendado que todos (pais e/ou responsáveis, adultos voluntários e jovens) leiam o documento atentamente.

Vale lembrar que, apesar de todos os esforços e atenção dedicada à prevenção da doença, o protocolo não é uma garantia, mas sim um conjunto de boas práticas e cuidados para minimizar a possibilidade de contágio. Dessa forma, nem a União dos Escoteiros do Brasil (UEB), nem o Grupo Escoteiro José de Anchieta – 11º DF (GEJA), e nem qualquer adulto voluntário atuando nas atividades presenciais poderá ser responsabilizado caso isso venha a ocorrer, salvo se por descumprimento do protocolo de segurança acordado para a presente situação.

INFORMAÇÕES DO RESPONSÁVEL E DO JOVEM

Qual o nome do responsável (pai, mãe ou tutor) pelo jovem

QUESTIONÁRIO DE ANAMNESE

As questões a seguir servem como alerta para identificar possíveis riscos de infecção por COVID-19. Se houver suspeita de infecção, o jovem não deve participar da atividade presencial.
Possuir uma ou mais das comorbidades significa que o(a) jovem faz parte do grupo de risco do COVID-19.

DECLARAÇÕES DE CONCORDÂNCIA

A concordância com todos os itens é obrigatória.

ASSINATURA

É muito importante que você, como adulto responsável, contribua com a aplicação do protocolo de segurança durante as atividades presenciais. Se tiver interesse e disponibilidade, responda "Sim" que entraremos em contato para dar mais informações e alinhar como você pode ajudar.
Anexe a assinatura do responsável: foto ou imagem escaneada.