Projeto Memória inicia seus trabalhos

O resgate da história do GEJA passa pela procura, recuperação e organização de documentos e fotos históricos do grupo.

Alunos do curso de História da Universidade de Brasília (UnB), vinculados à empresa júnior Atena, começaram o trabalho de identificação, separação, classificação e arquivamento de documentos e fotos do GEJA na última quarta-feira (20/out). Os desafios do projeto são grandes, já que os documentos e registros estão dispersos em diferentes pastas físicas e locais, além das seções, e não possuem uma organização padronizada. Nessas primeiras semanas, a equipe da Atena fará um processo de descoberta, localizando e identificando todos os documentos e registros fotográficos que estiverem na sede do GEJA, enquanto fazem uma classificação inicial. Após essa fase, os documentos serão organizados e acondicionados em pastas próprias para resistir melhor ao tempo e armazenados em local de fácil acesso. Os principais documentos e fotos serão escaneados para facilitar o acesso através da internet.

Além do material que está na sede do GEJA, os alunos da UnB também entrarão em contato com pessoas que fizeram parte da história do grupo para registrar, através de vídeo, seus depoimentos sobre o grupo, guardando mais um pedaço importante da nossa memória. Adultos que tenham documentos históricos (registros, fichas, informativos, fotos etc.) e queiram incorporá-los ao projeto podem deixar o material na sede, sob os cuidados de qualquer membro da Diretoria.

Quem quiser participar ativamente da equipe de trabalho pode ingressar no grupo de Whattsapp através deste link.

Serviço

O projeto Memória GEJA vai resgatar toda a história do Grupo Escoteiro José de Anchieta – 11º DF: recuperar os registros, documentos, fotos… e até as lembranças das pessoas que passaram pelo GEJA e ajudaram a construir o grupo que temos hoje. O projeto será conduzido pela Atena, empresa júnior do curso de História da Universidade de Brasília. São pessoas tão apaixonadas pela história quanto nós somos apaixonados pelo escotismo. Eles vão localizar, tratar e organizar os documentos históricos, montar nosso acervo fotográfico, digitalizar registros, entrevistar pessoas marcantes no grupo e disponibilizar isso tudo de forma adequada, protegendo os documentos, mas deixando-os acessíveis, tanto física quanto virtualmente.

Quem escreveu essa publicação

Website | + publicações

Bruno Souza foi membro juvenil no GEJA entre 1981 e 1984. Depois de quase 30 anos afastado, retornou ao Movimento Escoteiro em 2011, junto com sua filha, e passou a atuar como Assistente na Tropa Escoteira II, atual Tropa Escoteira Galápagos. De lá pra cá, Bruno ocupou diversas funções no GEJA e na Região Escoteira do DF, sendo o atual Diretor Presidente do Grupo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Rolar para cima