História

A Alcateia Uivos do Cerrado – AUC teve sua primeira reunião em 22 de agosto de 2015, sendo, portanto, a seção mais nova do Grupo Escoteiro José de Anchieta – GEJA. A demanda por uma terceira alcateia já era antiga e um desejo dos escotistas e famílias do grupo.

Inicialmente, aceitaram ser escotistas e responsáveis pela AUC os chefes: Hugo Sales, na época o Diretor de Métodos Educativos, batizado como Hathi e dois pais de lobinhos: a chefe Sandra Gizelle, Bagheera e o chefe Caio Aguiar, o Baloo. A Alcateia começou com três matilhas: preta, branca e marrom, totalizando 12 (doze) lobinhos. Em outubro de 2015, mais dois escotistas foram integrados ao “time”: Augusto César Willer, que recebeu o nome de Kaa, e Emerson Willer, batizado de Rikki Tikki Tavi. Nesta mesma época foram integrados e promessados mais de 15 lobinhos, consolidando de fato a terceira alcateia do GEJA.

No fim de 2015 a AUC já contava com 18 jovens, realizando sua primeira Roca de Conselho em 14/11/2015, a qual decidiu o nome da alcateia, simbolo e bandeira. Em seu primeiro acantonamento, em 5 e 6 de março de 2016, no Campo Escola dos Escoteiros do DF, abriu-se mais uma matilha, cinza, e a seção já contava com com 22 lobinhos.

A primeira Akelá da AUC foi a chefe Gizelle, que permaneceu na função até meados de 2016. O escotista Emerson assumiu em agosto de 2016 e se mantém na função até os dias atuais. A chefe Rilvânia tornou-se Baloo em março de 2016, com a saída do chefe Caio, mas teve que deixar o grupo em dezembro de 2016.

Atualmente, a AUC mantém suas quatro matilhas e cerca de 24 jovens e conta com seis escotistas.

Escotistas:

Emerson Willer
Akelá
Augusto Willer
Kaa
Greice Carneiro
Kotick
Katiuse Arruda
Rikki Tikki Tavi
Martha Bessa
Baloo
Mário Arruda
Bagheera
%d blogueiros gostam disto: